Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo (Lc1,28)

 

Maria Abadia Rodrigues

Comunidade Rhema Araxá/MG

 

 

Mês de maio é um mês muito especial. Mês em que celebramos no 2° domingo dia especial, o dia das mães e extraordinariamente a Igreja sabiamente dedica todos os dias desse mês a SANTÍSSIMA VIRGEM MARIA.

 

Contemplando a ternura da Mãe de Deus, exclamamos como sua prima Isabel: “Donde me vem esta honra de vir a mim a mãe de meu Senhor?” (Lc 1,43).

 

Como somos agraciados por ter Maria como nossa mãe. Mulher “bendita entre todas as mulheres da terra”, e “o fruto que nasceu do seu ventre virginal foi o próprio Deus que se fez homem” para estar conosco e nos resgatar da perdição em que nos encontrávamos por causa do nosso pecado.   

 

Maria, a escolhida pelo Criador para se cumprir a profecia de Isaías 7,14 "uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamará ‘Deus Conos­co’”.

 

Maria, ao contrário de nós que carregamos um tesouro incalculável em vasos de barro, ela é um vaso magnífico carregando um tesouro incalculável. Ela foi preparada e dignificada pelo Criador para carregar em seu ventre o Menino Deus. Deus a fez morada puríssima para o Seu Filho, bendito o ventre de Maria, bendito os seios que amamentaram o próprio Deus, bendito os braços que carregaram e acalentaram o Menino Deus.

 

Às vezes fico a pensar – como não honrar? Como não venerar? Como não amar essa Mulher?

 

Imagino que São José, o esposo de Maria e pai adotivo de Jesus, foi o homem mais feliz que já passou nessa terra, pois Deus lhe confiou os Seus maiores tesouros, o Seu único Filho, Jesus e a Sua mãe. "Depois que os anjos os dei­xaram e voltaram para o céu, falaram os pastores uns com os outros: “Vamos até Belém e vejamos o que se realizou e o que o Senhor nos manifestou”. Foram com grande pressa e acharam Maria e José, e o menino deitado na manjedoura" (Lucas 2, 15-16).

 

Venho de uma família numerosa e abençoada por Deus. Em casa somos 15 filhos, sendo 9 mulheres e 6 homens, eu sou a filha do meio, sendo 7 irmãos(as) acima de mim e 7 irmãos(as) abaixo. Recebi de meus pais a fé católica e me lembro, desde a mais tenra idade, de minha mãe nos ensinar rezar à Virgem Maria. Minha mãe sempre teve uma fé inabalável em Deus e sempre foi devota de Nossa Senhora Aparecida, todos os dias, sempre antes de ir dormir, ela senta no sofá com o seu terço na mão e faz suas orações no silêncio do seu coração à Nossa Mãezinha do Céu.

 

Sei que todas as graças que chegam até nós são pelas mãos puríssimas da sempre Virgem Maria e uma das grandes intervenções de Deus na minha vida, foi um tombo que tive no dia 19/11/2017 e bati a cabeça na quina de uma porta de metal, onde tive um corte profundo na cabeça que levou 7 pontos e sei que foi pela intercessão de Nossa Senhora da Cabeça que não tive sequelas.

Assista ao vídeo acima da Maria Abadia relatando seu testemunho. 

©2023 por DaTerra. Orgulhosamente criado com Wix.com