WhatsApp%2520Image%25202020-01-04%2520at

EUCARISTIA: MINHA ALEGRIA

Por Suelene Lima

Comunidade Rhema Tapira/MG

 

 

            Já dizia Santa Tereza d’Ávila: “É pelo preparo do aposento, que se conhece o amor de quem acolhe seu amado”. A forma como está o nosso coração quando vamos receber Jesus é o que nos mostra se O amamos verdadeiramente.

           Nossas atitudes é o que revela nosso amor a Cristo. Temos que ter atitudes coerentes ao que nos prega o evangelho. Pois se tivermos atitudes semelhantes ao evangelho, estaremos com o coração preparado para receber Jesus Eucarístico, provando a Ele que O amamos e O buscamos como nosso “Pão de cada dia”, que se torna como remédio para nossa fraqueza diária. Porque enquanto estivermos em comunhão com Jesus, não sentiremos solidão; não cairemos nas ciladas do inimigo e estaremos cheios do amor de Deus e da sua Graça, cada vez mais fortes na fé e prontos para testemunhar os ensinamentos de Jesus e sermos Palavra Forte de Deus na vida dos nossos irmãos.

     Duas espécies de pessoas devem comungar frequentemente: os perfeitos, para se conservarem perfeitos e, os imperfeitos, para se chegarem a perfeição, citação de São Francisco de Sales.

Para mim, a Eucaristia é realmente o que me sustenta nas lutas diárias; é o que me fortalece  em cada batalha. Como moro na fazenda, vou à Missa somente aos domingos. É maravilhoso quando é domingo, corro ao encontro de Jesus Eucarístico. É a melhor hora da minha vida, em toda a semana.

          Quando acabo de comungar, sempre proclamo Jesus Cristo, Rei e Senhor da minha vida, rendo Graças a Ele por aquele momento e O louvo por ele ter vindo ao meu encontro, mesmo eu não merecendo.

            Como não tenho muita facilidade com as palavras, começo a louvar e orar em línguas silenciosamente. Nesse momento, sempre sinto muito forte a presença do Espírito Santo em mim; sinto meu coração queimar de amor por Jesus, e, sempre que tenho alguma situação ou decisão muito difícil, saio dali com alguma solução, com uma luz, esperança renovada.

          Nesses tempos difíceis, estou sofrendo muito por falta da Eucaristia, quando estou assistindo a Missa pela televisão e, chega o momento da comunhão, meu coração começa a queimar de dor por não poder comungar Jesus Cristo sacramentalmente, as lágrimas escorrem no meu rosto, enquanto busco a Eucaristia espiritualmente.

       Termino meu testemunho com a frase de Santo Ambrósio: “Eu que sempre peco, preciso sempre do remédio ao meu alcance”.

Testemunho da nossa irmã Suelene Lima. 

©2023 por DaTerra. Orgulhosamente criado com Wix.com