WhatsApp%2520Image%25202020-01-04%2520at

Eucaristia: Minha fortaleza!

 

Por Maria Aparecida Veloso Ferrer

Comunidade Rhema Araxá/MG
 

A palavra eucaristia é de origem grega e significa ação de graça.
É fonte e ápice de toda a vida cristã, contendo todo bem espiritual da igreja, a saber, o próprio Cristo, nossa Páscoa.
No centro da celebração da Eucaristia, encontram-se o pão e o vinho, os quais, pelas palavras de Cristo  e pela invocação do Espírito santo, tornam-se o Corpo e o Sangue de Cristo.
Quem alimenta com minha carne e bebe o meu sangue tem a vida eterna, permanece em mim e eu nEle.
É Cristo mesmo, sumo sacerdote eterno da Nova aliança que agindo pelo ministério dos sacerdotes, oferece o sacrifício eucarístico.E também o mesmo Cristo, realmente presente sob a espécies do pão e do vinho, a oferenda do sacrifício  eucarístico.
A santa comunhão do Corpo e do Sangue de Cristo aumenta a união do comungante com o Senhor, perdoa-lhe os pecados veniais e o preserva dos pecados graves.
Como alimento corporal, serve para restaurar a perda das forças. A Eucaristia fortalece a caridade que, na vida diária, tende a enfraquecer.
A Eucaristia, portanto, é o sacramento da maior expressão do amor de Deus por nós. "Deus amou tanto o mundo que entregou seu filho único (Jo 3,16). Jesus mesmo dizia: "Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida por seus amigos"(Jo 15,13). Compreendo a profundidade e o valor do gesto supremo de Jesus, o apóstolo Paulo escreveu: "Minha vida presente na carne, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se entregou por mim" (GI 2,20b).
No início da igreja, para a comunhão dos fiéis usava-se pão sem fermento. Com o passar do tempo, introduziu-se o uso da hóstias. A palavra hóstia significa Vítima: é um pequeno disco feito de farinha de trigo, também sem fermento, que o sacerdote consagra durante a celebração eucarística.

Em 2009, fiz uma cirurgia (histerectomia retirado do útero).
Tudo estava tranquilo, mas, logo no outro dia comecei com um pequeno sangramento. Retornei para o hospital, onde voltei para o centro cirúrgico para fazer mais um procedimento.
Mesmo após o procedimento, voltou a sangrar, eu fiquei abatida e emagreci muito.
Minha mãe estava comigo em casa, pedi para ela ver se conseguia uma ministra da Eucaristia, pois estava me sentindo fraca .
Ela foi na casa de duas ministras e uma  delas, Dona Carmita, com dificuldade físicas foi na minha casa. Após a celebração, recebi a Eucaristia, comunhão com Deus.
Um diálogo sincero com o Senhor, colocando toda minha dor e medo. Fiquei curada após receber Jesus Eucarístico! Por isso tenho muita gratidão por tantas maravilhas que Deus realiza na minha vida.
Após melhorar, fui ministra na paróquia de São Domingos por 8 anos, levando comunhão aos enfermos com muito amor.

Testemunho da nossa irmã

Cida Ferrer. 

©2023 por DaTerra. Orgulhosamente criado com Wix.com